Make your own free website on Tripod.com
MUMPS

 

MUMPS é uma linguagem de computação de alto nível, interpretada, voltada para sistemas interativos. "INTERPRETADA" porque pode ser executada diretamente, ao contrário das linguagens compiladas que necessitam de conversão para "CÓDIGO OBJETO".

MUMPS é também um sistema de gerência de arquivos, pois possui grande capacidade para manipular arquivos dinâmicos de grande porte sob a forma de árvore hierárquica, sendo referidos como "GLOBAIS". As implementações mais modernas são baseadas em armazenamento do tipo árvore balanceada com maior flexibilidade de manipulação de arquivos e de melhor desempenho.

Por ter sido tradicionalmente implementada em computadores de pequeno porte, com uma única linguagem, MUMPS pode ser considerado um "SISTEMA OPERACIONAL". Este último aspecto não é inerente à definição da linguagem MUMPS, embora os aspectos do interpretador e gerência de arquivos sejam componentes essenciais.

MUMPS é uma sigla composta pelas iniciais de Massachusetts General Hospital Utility Multi Programing System, sistema que começou a ser desenvolvido na década de 60, no laboratório de computação do referido hospital.

Mas quais seriam as características do MUMPS que justificariam a criação de uma nova linguagem e por que isso ocorreria no laboratório de computação de um hospital?

Essa linguagem seria criada para suprir as necessidades de inúmeros projetos de informação médica desse tipo de instituição onde as linguagens tradicionais, tais como o FORTRAN e o COBOL, provaram ser inadequadas. Assim, a linguagem MUMPS foi criada com uma grande capacidade de comando e funções para manipulação de CADEIAS DE CARACTERES e grande facilidade de manipulação de arquivos.

O sucesso e divulgação dessa linguagem fez com que fosse utilizada em aplicações clínicas, educação médica e em aplicações comerciais, surgindo então dialetos e cada qual modificando ou expandindo o MUMPS original com a pretensão de melhorar o projeto inicial. Uma quantidade considerável de dialetos apareceu em 1972, existindo até então, não menos do que 14 versões da linguagem MUMPS.

Em 1972 foi criado um comitê de desenvolvimento do MUMPS, envolvendo os principais implementadores dos dialetos, para estudar a possibilidade de ser criada uma padronização da linguagem. Após anos de esforço tal padronização foi adotada e está formalmente descrita na publicação ANSI XII.I-1977 do Instituto Nacional Americano de Normas.

A partir desse momento a linguagem foi implementada em uma variedade de sistemas. O MUMPS PADRÃO está agora disponível em microcomputadores, minicomputadores e também em alguns sistemas de grande porte. Este uso é crescente em organizações médicas, comerciais e educacionais.

Enfim, MUMPS é uma linguagem fácil de aprender e fácil de usar. Além disso, seus benefícios de padronização apresentam portabilidade para o desenvolvimento de software em meio de inúmeros sistemas operacionais populares disponíveis em uma vasta gama de equipamentos.