Make your own free website on Tripod.com

Bancos E Empresas Planejam Estratégia

Só a combinação de esforços entre bancos, governo e empresas poderá evitar o colapso dos negócios no ano 2000. Essa é a conclusão do Workshop Gerencial sobre o Bug do Milênio, organizado pela Febraban, na capital. O evento reuniu, além de bancos, a Fiesp, a Ciesp e fornecedores de tecnologia.

A intençao era definir o potencial do "efeito dominó" — a chance de uma empresa despreparada prejudicar clientes, fornecedores e bancos.. "Uma empresa que antecede outra numa cadeia de negócios não pode falhar, senão as empresas seguintes também falham", explica o coordenador técnico do evento e gerente de Informática do Banco de Crédito Nacional (BCN), Sérgio Ximenes.

O primeiro resultado do Workshop é a criação de um comitê de auto-regulamentação sobre o assunto, com autoridade para estimar prazos de conversão de sistemas e divulgar experiências obtidas pelas empresasm — o que inclui, até, uma lista de critérios para escolha de consultores e prestadores de serviço.

Para a Febraban, a principal vantagem da iniciativa é a redução do "custo social" que tais mudanças implicam. "A adaptação dos sistemas para o ano 2000 faz aumentar o custo, mas não agrega valor aos produtos", explica o superintendente da Febraban, Antonio Carlos Leal de Freitas. "Se as empresas tiverm menos despesas, terão mais lucro e o governo receberá mais impostos — todos saem ganhando."

Bug do Ano 2000 | Enfrentar o Problema | Riscos dos Micros | 1º de Janeiro de 2000